quinta-feira, 22 de outubro de 2009

APRENDENDO A VOAR

Nem sempre é facil
largar as mãos
esquecer o ontem
superar a dor
reencontrar a felicidade
Desejar de novo
Conseguir ir em frente
Romper os obstáculos
Aceitar as perdas
Começar de novo
Deixar o resto pra trás
Vencer o medo
Soltar os braços
Voar!
Voar!

As Cores da Minha Poesia


Desde criança faço musica e escrevo poesia
Talvez porque ao invez de chorar quando vim ao mundo
Ri gostosamente observando tudo
A parteira preocupada deu-me um tapa
Para ver se eu respirava e estava bem
Mas ao contrario do que esperavam
Não chorei e continuei calada
Só não entendi o porque daquela dor que senti
recem chegada a um lugar tão bonito,
Tão cheio de luz!
Quiseram me fazer acreditar que chorando
eu seria mais presente
resolvi contestar!
Durante minha infancia gostava de observar
e meu ceus eram sempre azuis
minhas estrelas exuberantes
minhas cores sem igual
e minha poesia solta.
Conforme fui crescendo
muita gente quis me fazer acreditar
que minha vida tinha que ser triste
que meu ceu tinha que ser sem cor
que minhas estrelas se apagariam um dia
e que minha poesia não duraria para sempre
que teria que ser melancolica e triste!
Estranho que quase me deixei levar
por este pensamento medonho
mas a força da minha juventude
me fez contestar
e vivi aventuras
me soltei no mundo
e vi mais cores e tive muitos amores
e minha poesia encheu-se de vida!
não chamo a isso de saudade
chamo de vivências
pois todas elas contenho
estão dentro de mim!
Todas as loucuras que fiz
e todas as vezes que ousei
Agora dizem-me ser experiencia
que carrego para poder contar em versos!
Então chega-me a idade
e muita gente quer me fazer acreditar
que meus sonhos acabaram
que ja não posso mais ousar
que meu tempo passou e agora meus versos se calam!
como poeira jogada ao vento
ou simplesmente pétalas caidas ao chão
Mas o estranho é que eu enxergo mais
enxergo minha poesia concreta,profunda
cheia da beleza que carrego
e percebo finalmente que ela não vem deste mundo
ela vem de dentro de mim
dessa minha alma desprendida,leve
alegre e brincalhona.
Disseram-me também
que sou uma sonhadora incorrigivel
Acabei concluindo então que todas as coisas que construi surgiram de meu sonhos:
meus filhos que um dia foram sonhos
meu companheiro
meu trabalho e meus versos.
Todos sonhos que querem me fazer acreditar que são ilusões,
me fazer parar de fazer versos,
de colorir meu mundo e de sonhar que a vida é bela!
Porém agora consigo,rir de mim mesma,falar sem ter medo,
ousar sem esperar por opiniões,querer sem esperar nada em troca,
sentir sem se cobrar, se lançar sem medo pois me sinto mais viva do que nunca,mais inteira do que nunca!
Sem alguns pedaços que arrancaram de mim,é claro
Mas inteira nesta vida belíssima,nesta vida sem igual!
Juntei os caquinhos e fiz um caleidoscópio,agora tenho vários prismas
Posso olhar a vida por onde eu quiser,
ir por onde eu quiser,
Pois ela só pertence a mim,
Só pertence a mim!

terça-feira, 20 de outubro de 2009

MAROLANDO COM A VIDA


Em 1 minuto nada mais é igual como antes,você ja percebeu isto?
Você tem certeza do que é?
Você tem certeza do que possui?
Tenha certeza agora!

Ria o teu riso
Antes que ele acabe
Fale tua fala
Antes que ela se cale

Olhe pro rio
Olhe pro mar
Gire no céu
Vá se encontrar

Mas tenha certeza
companheiro
Que você não tem certeza de nada
Nada além do que pode enxergar

Bateu um medo uma vontade de parar?
Melhor ir em frente
A aguá ta subindo aí na frente
Pode te molhar e pode te afogar
Melhor caminhar companheiro

Tem gosto de sal na tua boca
Cor de sangue na tua roupa
Forte demais pra encarar?
Melhor agarrar
Nem pense em soltar

A vida ta na tua frente
reme,reme
deixe a correnteza te levar
tente controlar o leme
mas a onda é grande demais
é grande demais

Mas não esqueça
que se bater no fundo
voce pode nadar
Em 1 minuto nada mais é igual como antes,você ja percebeu isto?
Você tem certeza do que é?
Você tem certeza do que possui?
Tenha certeza agora!

Eu vou pro mar
pegar essa onda
Não tenho medo
Não tenho medo de me afogar!


Letra da música Marola1 - composição de Lora

Vou Aproveitar pra Queimar tudo de ruim de 2009

A Lista é grande mas lá vai...:

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Assim se leva a vida!!!

Brindo a casa
Brindo a vida
Meus amores
Minha família

Atirei-me ao mar
Mar de gente onde
Eu mergulho sem receio
Mar de gente onde
Eu me sinto por inteiro

Eu acordo com uma
Ressaca guerra
Explode na cabeça
E eu me rendo
A um milagroso dia

Essa é a luz
Que eu preciso
Luz que ilumina
Cria e nos dá juízo

Voltar com a maré
Sem se distrair
Tristeza e pesar
Sem se entregar
Mal, mal vai passar
mal vou me abalar

Esperando verdades
De criança
Um momento bom como
Voltar com a maré
Sem se distrair
Navegar é preciso se não
A rotina te cansa
Tristeza e pesar
Sem se entregar...

Passa, passa
Passageiro
A arte ainda
Se mostra primeiro...

Uma onda segue a outra
Assim o mar olha pro mundo
Assim o mar olha pro mundo
Eh!...
(Mar de gente-O Rappa)

sábado, 17 de outubro de 2009

A AMANTE


SOU TUA MAIOR MENTIRA
SOU TUA VERDADE MAIS CONCRETA
SOU DOCEMENTE O TEU PIOR VENENO
SOU O TEU DELIRIO CONSCIENTE
E TEU FIM E TEU COMEÇO
SOU TUA VIDA E TUA MORTE
TEU ACERTO E TEU TROPEÇO
SOU POR QUEM VOCE CLAMA E QUEM RENEGA
SOU TEU PREMIO,TEU CASTIGO
TUA SANIDADE E TUA CONFUSÃO
SOU TEU APELO E TUA ANGUSTIA
TUA FUGA,TEU ABRIGO
TUA SANTIDADE E TEU PECADO
SOU TEU DESEJO E TUA NEGAÇÃO
SOU AQUELA POR QUEM PEDES
E POR QUEM TEMES POSSUIR
É EM MIM QUE TE ESCONDES
E ESCONDE TEUS SEGREDOS
E EM MIM QUE TE RESUMES
E AFOGAS TEUS ANSEIOS
POIS SOU VOCE MESMO
ASSIM COMO EU
EU SOU VOCE
E VOCE SOU EU!

O Vento


Hoje o vento
matreiro e solto
varreu minha alma,
brincou com meu tempo
e me levou
me levou longe!
Soltou meus braços e meus cabelos,
lembrou-me quem sou
e lembrou-me que nada sou.

Este vento percorreu-me por inteiro
depois desfez meus pensamentos,
embotou minha memória,
vasculhou meu corpo.
E deixou-me ali estática,
imóvel,entregue
as suas caricias,
ao seu perfume,
a sua fluidez e leveza.

Ao seu frio encontro com minha pele
me fez desejar de novo estar viva,
mesmo não querendo,
mesmo nao querendo!
Uma mulher ao vento,
que esquecera ser uma mulher.
ou será o vento que esqueceu-se
de lamber meu corpo para lembrar-me do que sou?

Então a este vento eu peço: passe por mim e deixe-me partir,
passe por mim mas leve-me também,
para lugar algum,
longe de tudo o que sei!
Leve-me para onde eu não me encontre,
eu não me reconheça.
Leve-me para onde eu não tenha medo,
onde eu não precise,onde eu nada espere!

Varra as dores que sinto em meu corpo,as dores que sinto em minha alma.
Acaricie meu rosto,seque as lagrimas que deixei cair.
Mas principalmente leve-me para onde eu não mais deseje,onde não te deseje!
Mas continuo te querendo e a ti eu peço,
quero viver de novo,quero estar viva.
Foi isto que vieste me lembrar.
Aqui estou,solta no teu turbilhão,
é isto o que desejo,é tudo o que desejo,
Sentir-me viva,sentir-me viva!

Lora

Total Hipocrisia de Ser


Da crueldade do mundo conheço bem
Pois tantas vezes ja fui cruél
Com a certeza de estar agindo pelo bem.
Da desumanidade do mundo conheço bem
Pois ja fui desumana e também
ja sofri a mesma face.
Dos sentimentos animais do homem conheço muito bem
pois são eles que tento dominar dentro de mim.
Da covardia posso falar com propriedade
Pois dela me servi para ser corajosa.
Do medo posso contar que o possui
Pois hoje sei que mais nada temo.
O que mais desprezo é o que mais possuo!
Onde cheguei?
Posso dizer:
Na encruzilhada da vida,
num caminho sem volta
Sabendo que o destino eu mesmo crio
Sou agente fundamental da minha historia.
Me puni e me gloriei na mesma medida.
Hoje nem sei mais o que quero
Mas ao menos me conheço por inteiro.
Conheço o ser hipócrita que sou e que abomina a hipocrisia.
Não sei se me torno santa ou assumo de vez os pecados.
Nesse caminho o que mais doi é a absolvição
Que nunca me dei e creio que nunca darei.
Morrerei com as costas encurvadas pelo peso das minhas dores secretas.
Não sei se o bem que fiz suplantará todo o mal ou o mal será ainda maior.
Agora que conheço estes dois leões que habitam meu corpo posso escolher por um deles.
O tirano ou o piedoso.
Resta-me escolher o melhor e dominar o primeiro para buscar minha liberdade.
A noite quando durmo experimento o momento ideal,
onde a alma liberta do corpo passeia livremente por onde habita de verdade e lá sente-se realmente livre do julgamento da minha consciência.
Quando estou consciente,minha consciencia condena-me constantemente.
Vou esperar o dia, em que eu consiga soltar as amarras,simplesmente me atirar no tempo,esquecendo o passado,o presente e nada esperando do futuro.
Como criança que brinca descalça na grama,apenas sentindo o suave vento bater-lhe ao rosto.
Sem preocupações,sem regras.
Mas sei que a liberdade só existirá na minha própria renúncia!
Nunca imaginei que precisasse me perder totalmente para me encontrar de verdade.
Nunca imaginei que precisasse deixar de lado quem eu sou para poder me enxergar realmente.
Todas as máscaras cairam,a dor é imensa,a coragem tem que estar presente para poder encarar os fatos.
Mas chego a conclusão finalmente.
Sou cheia de erros e acertos,de bem e de mal,de certos e errados,de partes e lacunas.
Sou o céu e sou o inferno,sou a noite e sou o dia.
Complexa mistura sem entendimento coerente.
Por isso estou aqui,por isso me enxergo e me amo e me abomino.
Sou dor e sou prazer,sou vida e sou morte.
Serão os outros parecidos comigo ou serão iguais?
Creio que somos sim,somos humanos,
Somos humanos.
Criadores e destruidores,donos do tempo e do espaço
Numa luta constante entre o bem e o mal.

Lora

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

PARABÉNS PRA MIM!

Mês de Outubro 42 anos e estou SOBREVIVENDO!



"Mas o tempo foi rodando,
Nas patas do meu cavalo
E os sonhos se desmanchando
As visões se clareando,
As visões se clareando,
Até que um dia acordei!"



Faço 42 anos e estou VIVA!

A Barbie sozinha em cima do bolo,
Mas inteira,verdadeira e sem máscaras.
Já não preciso agradar e nem provar nada
Sei a dor e a delícia de ser quem eu sou!"

O que dizer sobre a Política de Prevenção a Violência


Temos assistido a um crescente aumento da criminalidade e tráfico de drogas no país e pouco tem sido feito acerca de políticas que venham a trazer soluções adequadas ao problema.
Muitas vezes vemos alguns rumores de ações com a tentativa de coerção dos indivíduos e morte aos traficantes quase com uma conotação de "guerra santa!"
Se voltarmos um pouco no decurso da história veremos que este caminho é deveras perigoso e fruto de modelos utilizados em momentos historicos que geraram holocaustos.
Bons exemplos disto são as perigosas citações de São Thomás de Aquino na sua Teoria da Inquisição nos Séculos XII e XIII, justificando condutas anti-humanitárias,atos bárbaros e violentos contra indivíduos considerados nocivos a sociedade da época.
Não obstante o mesmo rigor de julgamento fora utilizado por Hadolf Hitler durante a Segunda Grande Guerra dentro de suas teorias em prol de uma limpeza étnica.
Posso enfatizar aqui que estes modelos erroneos de individuos despreparados ainda infuenciam governantes que assimilam tais condutas sem questiona-las,impondo a ignorância e sufocando a inteligência e o bom senso.
Poderia ousar dizer aqui que o pouco conhecimento de historia e de considerações éticas, filosóficas;além da falta de conhecimento administrativo de nossas lideranças formam um coquetel de erros subsequentes e ações sem resultados.
Hora pois,ações que utilizem a violência para conter a própria violência mostram-se um tanto pretenciosas e perigosas em vários aspectos.
O primeiro deles seria identificar convenientemente quais seriam os individuos perniciosos a sociedade e como e de que forma puni-los.
Nessa reflexão esbarramos numa administração incompetente,num sistema judiciário e penitenciário falidos.
Temos uma polícia inimiga dos cidadãos,tão igualmente violentada em seus direitos,onde seus agentes são portadores de salários indignos que não justificam sequer o risco de sua profissão.
Tornam-se parte desta violência formando um quadro social de caos.
Vale salientar aqui que a violência nasce e é mais palpável nos locais onde o Estado esta ausente.Faltam creches e escolas,hospitais e postos de saude,além de lazer adequado para a população.É nestas áreas que o tráfico de drogas domina e onde se plantam os lideres traficantes que condicionam a população a viver sob sua tutela.
Neste triste contexto,dificil discernir entre mocinhos e bandidos,culpados e inocentes.
Enxergo uma culpa maior:"A de um Estado ausente,desacreditado,incapaz de julgar corretamente e honestamente aquilo que ele próprio produz!"