quarta-feira, 31 de março de 2010

Páscoa e rituais antigos


Ishtar é a deusa dos acádios, herança dos seus antecessores sumérios, cognata da deusa Asterote dos filisteus, de Isis dos egipcios, Inanna dos sumérios e da Astarte dos Gregos. Mais tarde esta deusa foi assumida também na mitologia Nórdica como Easter - a deusa da fertilidade e da primavera.

Esta deusa era irmã gémea de Shamash e filha do importante deus lua - Sin.

Esta deusa é representada pelo planeta Vénus.

Considerados uma das maravilhas do mundo, os Portões de Ishtar, na Babilónia, foram transportados para um museu na Europa -Museu de Berlim. Uma réplica encontra-se no Iraque.
Todo o culto aos deuses é feito através de rituais. Ishtar tinha alguns rituais de carater sexual, uma vez que era a deusa da fertilidade, outros rituais tinham a ver com libações e outras ofertas corporais.

Um ritual importante ocorria no equinócio da primavera,época da páscoa, onde os participantes pintavam e decoravam ovos (símbolo da fertilidade) e os escondiam e enterravam em tocas nos campos. Ao contrário do que se diz, a Igreja católica nunca adaptou este ritual. Na Igreja Católica se celebra a Páscoa, que nada tem a ver com ritual de decorar ovos. A Páscoa não é uma festa popular, mas um tempo litúrgico na Igreja Católica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário