sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Na Corda-bamba da Vida!




Costumo dizer que quando estamos muito tristes, com a alma triste até a morte, é como se estivéssemos atravessando um desfiladeiro em uma corda bamba. O que tem embaixo é um Abismo, e o que está acima é o Céu. Se você olhar pra baixo, você verá o Abismo.
O Abismo atrai o olhar, mas o Abismo é morte certa, e ao olhar para ele você pode entontecer e cair. Portanto, nunca olhe para o Abismo. Mas também não olhe para o Céu. O Céu é como um sonho, e ele pode estar belíssimo, muito azul, com um Sol radiante ou repleto de estrelas, não importa: não olhe para o Céu, por que de tão belo ele pode fazer você esquecer de que precisa manter o equilíbrio e seus pés bem firmes na corda.
Desta forma, eu te digo: o único lugar para o qual você deve olhar é para a frente, onde está o Horizonte. O Horizonte é onde está tudo o que você pode descobrir, viver e alcançar. Basta seguir em frente.

Se você olhar para trás, e não puder ouvir teus familiares e amigos, concentre-se em teus pensamentos, por que é na verdade o que você quer: Seguir em frente!Então apenas mire o horizonte.(Augusto Branco)




Se pular para um lado você morre,se pular para o outro,morre tambem!
Se ficar lá em cima vai morrer esperando, mas morrerá de qualquer modo!
Já pensou?

De um lado estão as ILUSÕES(que poderiamos chamar de SONHOS),que te enganam, te ludibriam e te embassam a visão.Pular pra este lado utópico seria um suicídio certeiro!Você esqueceria a realidade e quando desse conta disto você seria trucidado por ela!

Do outro lado da corda está a dura REALIDADE!Nossa amiga não nos poupa,corta fundo,atravessa....o coração e os demais orgãos que reagem às emoções.E cabup!!!você estaria morto em segundos!"Morto de tristeza e desilusão!

Ficar na corda bamba é cômodo mas cansa!
Não se sabe para que lado devemos pular...estamos no meio,desta confusão toda.Num lugar entre o coração e o cerebro....este lugar ínfimo que representa a garganta trancafiada,sem soltar o gemido que tanto precisamos libertar.O gemido da indigestão da nossa angústia frente a nossa incapacidade e nossa pequenês.

Eu pelo menos ainda estou tentando me equilibrar....mas até quando?não sei ,estou prestes a cair para algum dos dois lados.Provavelmente o da REALIDADE dura...que irá sugar tudo que um dia pensei ser verdade!

Enquanto isto espero por um milagre, que nem sei se virá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário