quinta-feira, 14 de junho de 2012

Até o Cão Condenado

Rabinos em Jerusalém condenaram em tribunal um cão à morte por lapidação ano passado . Entendem esses anormais que o cão está possuído pelo espírito de um advogado que tinha sido amaldiçoado há 20 anos atrás. Conta o diário Yediot Aharonot que o caso ocorreu na passada quarta-feira quando o cão entrou no tribunal numa das comunidades judias ultra-ortodoxas do bairro Meã Shearim e recusou-se a abandoná-lo mesmo depois de todas as tentativas dos guardas. Um dos juízes lembrou-se logo que há 20 anos atrás um dos seus antecessores tinha amaldiçoado naquele mesmo local um advogado cuja alma, ao falecer, ficaria presa num cão, um animal que a lei religiosa judia considera impuro. O juíz disse ter reconhecido logo a presença do espírito do advogado no cão, que regressou passado todo esse tempo ao tribunal para poder ser libertado, e, juntamente com outros rabinos, decidiu ordenar o apedrejamento do animal até que a sua alma seja libertada e ser confirmada a sua morte. Felizmente o cão conseguiu fugir do local antes da sentença ser aplicada e as associações de defesa dos animais já decidiram que vão apresentar queixa contra o presidente do tribunal, o rabino Levin. (Fonte Blogue do FireHead)


Nenhum comentário:

Postar um comentário