domingo, 21 de novembro de 2010

Violência contra mulheres - Índice assassinatos de mulheres no Brasil é quatro vezes maior que média internacional

Violência contra mulheres - Índice assassinatos de mulheres no Brasil é quatro vezes maior que média internacional


Em uma parte do Mapa da violência 2010 realizado pelo Instituto Sangari com informações do Datasus é mostrado que dez mulheres foram assassinadas por dia em dez anos


Foram divulgados números a respeito do assassinato de mulheres no Brasil baseado em estudo feito pelo Instituto Sangari. A pesquisa foi feita com análise de dados do Sistema Único de Saúde (Datasus) nos anos de 1997 a 2007. Nestes dez anos, 41.532 mulheres morreram vítimas de homicídio o que é um índice de 4,2 assassinatos por 100 mil habitantes.

Segundo dados do instituto este estudo é um apêndice de um trabalho maior que está sendo realizado que é o Mapa da Violência no Brasil 2010.

As taxas de assassinatos femininos no Brasil são mais altas do que da maioria dos países europeus em que os índices não ultrapassam 0,5 por 100 mil habitantes.

Os que lideram a lista são África do Sul, com 25 assassinatos por 100 mil habitantes e Colômbia, com 7,8 por 100 mil.

O estudo mostra que algumas cidades brasileiras registram índices mais altos. Em 50 municípios, os índices de homicídio são maiores que 10 por 100 mil habitantes. O Espírito Santo ocupa o primeiro lugar, com índices de 10,3 assassinatos de mulheres por 100 mil habitantes.

Na pesquisa, São Paulo é o quinto Estado menos violento do Brasil, com índice de 2,8 por 100 mil habitantes.

Esta é uma maneira de manter metade da classe trabalhadora brasileira ser ainda mais oprimida e subjugada.

Desta maneira, a burguesia consegue amordaçar este setor importante, que são as mulheres, cerca de metade da população, para a mobilização da classe trabalhadora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário