segunda-feira, 5 de abril de 2010

Caminho 1


Por mim eu não choro
Choro pelos que tem fome
Minhas dores eu nem sinto
O que é aquela pedra no meu sapato?
Diante do choro agonizado das crianças sem colo?
Sinto as dores dos que sofrem
Sem que ninguém os escute
Por mim eu não luto
Luto pelos que não tem espada
Pelos que são fracos!
Se você ri disto
Não me desculpo
Não faz a menor diferença
O que vi pelo mundo
E o pouco que fiz
É muito pouco
Preciso fazer mais!
Deus me ajude
Me mostre como
Me de o caminho
Que vou por ele
Não sinto medo.
Abrindo caminho,cortando espinhos
Lá que tenho que estar
Lá é meu lugar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário