domingo, 12 de abril de 2009


Foi da minha boca que saiu a promessa de fidelidade e a tripla-negação, foram as minhas mãos que O pregaram à cruz junto de dois marginais e na presença de uma Mãe em lágrimas, foi nos meus olhos que olhou, quando perto do fim, Lhe dei a amarga traição do beber... mas é por mim que Deus hoje chora e o mundo faz silêncio!"O VOS OMNES QUI TRANSITES PER VIAMATTENDITE ET VIDETESI EST DOLOR SICUT DOLOR MEUS""Ó vós homens que passais pela beira do caminho,olhai e vedese há dor igual à minha" Percebo aqui o desafio do mergulhar humano no Mistério de um Deus presente na nossa carne e em cada realidade humana.Se, portanto, à luz da atitude de Cristo, se pode verdadeiramente «reinar» somente «servindo», ao mesmo tempo este «servir» exige uma tal maturidade espiritual, que se tem de definí-la precisamente como «reinar». Para se poder servir os outros digna e eficazmente, é necessário saber dominar-se a si mesmo, é preciso possuir as virtudes que tornam possível um tal domínio." - João Paulo II

Nenhum comentário:

Postar um comentário